Cibersegurança

ESET analisa ransomware; alvo são governos e empresas

Crédito: ESET/Divulgação A ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, compartilha as principais características do ransomware Ryuk, que tem estado muito ativo desde o início da pandemia do Covid-19. Na maioria dos casos, esse tipo de malware tem como alvo instituições com grande capacidade de recursos e visa criptografar os arquivos da máquina da vítima para torná-los inacessíveis e, em seguida, extorquir dinheiro dela, pedindo um pagamento, em criptomoedas, para sua recuperação. Ryuk tem sido um dos grupos de ransomware que mais trabalham desde o início da pandemia, causando um grande número de vítimas, incluindo várias organizações governamentais e grandes empresas. Isso se deve à sua estratégia de realizar ataques altamente direcionados às vítimas que possuem recursos su

Leia mais
Cibersegurança

Ciberataques crescem 23% no Brasil em 2021, afirma Kaspersky

Image by rawpixel.com O Panorama de Ameaças 2021 da Kaspersky - levantamento anual feito pela equipe de Pesquisa e Análise da empresa na América Latina - mostra aumento de 23% dos ciberataques no Brasil, nos oito primeiros meses de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior. O relatório leva em conta os 20 malwares mais populares. Juntos, eles totalizaram 481 milhões de tentativas de infecção - média de 1.395 bloqueios por minuto. A conclusão dos especialistas é clara: a segurança do trabalho remoto precisa ser levada a sério e a pirataria deve ser removida das casas e ambientes empresariais. A tendência de crescimento é verificada em todos os países da América Latina - exceto pela Costa Rica, com queda de 2%. A lista é liderada por Equador (75%), Peru (71%), Panamá (60%

Leia mais
Cibersegurança

Cibercriminosos voltaram a minerar criptomoedas em 2021, aponta relatório da Kaspersky

Image by rawpixel.com Pesquisadores da Kaspersky identificaram que o número de variantes de mineradores maliciosos de criptomoedas quadruplicou. De acordo com o relatório Malware Q1 2021 da empresa de cibersegurança, a quantidade de modificações únicas passou de 3.815 em fevereiro deste ano para 16.934 em março. Além disso, os especialistas verificaram a existência de mais de 23 mil novas versões desta ameaça no 1º trimestre de 2021. Esses mineradores são programas maliciosos criados para roubar criptomoedas de dispositivos infectados, sendo frequentemente instalados sem o conhecimento dos usuários para desviar lentamente vários tipos de criptomoedas - em alguns casos, os cibercriminosos podem desviar milhões. Embora eles tenham se tornado uma ferramenta popular em 2018, sua populari

Leia mais