Cibersegurança

Criminosos burlam autenticação em dois fatores no WhatsApp

Sempre dizemos que a autenticação em dois fatores é um item indispensável para a proteção de vários serviços e apps, entre eles o WhatsApp. Pois bem, criminosos estão usando de engenharia social e e-mail phishing para tentar ludibriar a pessoa e fazê-la desativar essa proteção e atacá-la. Mas como isso funciona? Os especialistas da Kaspersky acabam de encontrar um esquema que visa burlar esta proteção. Segundo a empresa russa de cibersegurança, não há mudanças no início do esquema. A vítima recebe uma ligação dos criminosos que se apresentam como representantes do Ministério da Saúde e perguntam se podem realizar uma pesquisa sobre a Covid-19. Toda a encenação tem um objetivo claro: fazer a pessoa passar o código de seis números que é enviado via SMS para "confirmar a realização d...

Leia mais