Tablet

Mercado de tablets fecha 1º trimestre em alta

Foto: Pixaby O mercado de tablets no Brasil cresceu 52,3% no primeiro trimestre de 2021, em relação ao mesmo período de 2020. Nos três primeiros meses deste ano, foram vendidos 1.026.880 aparelhos, sendo 675.672 para o varejo e 351.208 para o corporativo, segundo o estudo IDC Brazil Tablets Tracker Q12021, realizado pela IDC Brasil, empresa de inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações. Segundo Rodrigo Pereira, analista de mercado de Consumer & Commercial Devices da IDC Brasil, o crescimento foi puxado principalmente pelas vendas para a educação. "A Prefeitura de São Paulo, por exemplo, comprou um volume grande de tablets para atender as demandas das escolas municipais e isso impactou no resulta

Leia mais
AppleMercado de TI

Venda de tablets estão em queda, mas lucros têm alta

Legenda: Unidades de iPad Pro podem ter chegado ao mercado graças a mudança de postura do consumidor frente aos acontecimentos A pandemia de Covid-19 provocou mudanças de hábitos e comportamentos e mexeu com padrões de consumo. Bom exemplo vem dos consumidores de tablets, que em 2020 trocaram os modelos de entrada por modelos intermediários e premium e incrementaram o mercado que, embora tenha caído 12,7% em termos de vendas, cresceu 28,7% em receita, quando comparado a 2019. Em 2020, foram vendidos 2,9 milhões de tablets e a receita foi de R$ 2,3 bilhões. Os dados são da IDC Brasil, empresa de inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações. "O estudo remoto, o entretenimento e a impossibilidade de via...

Leia mais